17/04/2014

SEMIFINAIS LIGA OURO: CM joga no JK dias 27 e 28 de abril


A MELHOR TORCIDA DO BASQUETE na Liga Ouro é de CM

O melhor público da Liga Ouro 2014 é de Campo Mourão. Não tem para Lins ou Rio Claro, o Sport nem se fala, a melhor torcida do Basquete Liga Ouro é de Campo Mourão. O time mourãoense que venceu ontem o Sport na Ilha do Retiro, busca vencer o Rio Claro no playoff´s para decidir o título com Lins e conquistar a vaga ao NBB.

COM GRANDE ATUAÇÃO, CM BASQUETE vence Sport no Recife e se classifica para jogar com Rio Claro vaga à final

Campo Mourão venceu o Sport em Recife por 86 a 67 e agora enfrenta Rio Claro nos playoffs para conhecer quem decidirá o título da Liga Ouro com Lins e a vaga ao NBB 2014. O site da Liga Nacional de Basquete acertou quando postou que a experiência de Campo Mourão fez toda a diferença na vitória diante do Sport. O ala Castellon, foi o cestinha com 20 pontos e contou com o apoio dos seus companheiros Michel, que anotou 16, Alexandre Pinheiro e Ricardo Azevedo, ambos com 12 cada. Na imagem acima, entrevisto  Alexandre Pinheiro no programa Tocando de Primeira na Rádio Colméia. Ele recebeu toda a força do grupo para jogar e jogou bem no Recife. Em frente Alexandre! 
Campo Mourão encerrou a fase com seis vitórias em 12 jogos disputados (50% de aproveitamento), mesma campanha Rio Claro. Porém, os paulistas levam vantagem no confronto direto. Assim, Rio Claro termina na segunda posição e vai poder fazer até três jogos em casa. Na melhor de cinco jogos, quem fizer três vitórias passa a decisão contra Lins. Campo Mourão fará dois jogos em casa diante de sua apaixonada torcida no ginásio JK. As datas e horários das finais da divisão de acesso ao NBB serão divulgadas nesta quinta-feira pelo departamento técnico da Liga Nacional de Basquete (LNB).

EVANGELHO DO DIA quinta-feira, 17 de abril 2014

Anúncio do Evangelho (Jo 13,1-15)— O Senhor esteja convosco.— Ele está no meio de nós.— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + escrito por João.— Glória a vós, Senhor.
1Era antes da festa da Páscoa. Jesus sabia que tinha chegado a sua hora de passar deste mundo para o Pai; tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim. 2Estavam tomando a ceia. O diabo já tinha posto no coração de Judas, filho de Simão Iscariotes, o propósito de entregar Jesus. 3Jesus, sabendo que o Pai tinha colocado tudo em suas mãos e que de Deus tinha saído e para Deus voltava, 4levantou-se da mesa, tirou o manto, pegou uma toalha e amarrou-a na cintura. 5Derramou água numa bacia e começou a lavar os pés dos discípulos, enxugando-os com a toalha com que estava cingido.
6Chegou a vez de Simão Pedro. Pedro disse: “Senhor, tu me lavas os pés?” 7Respondeu Jesus: “Agora, não entendes o que estou fazendo; mais tarde compreenderás”. 8Disse-lhe Pedro: “Tu nunca me lavarás os pés!” Mas Jesus respondeu: “Se eu não te lavar, não terás parte comigo”. 9Simão Pedro disse: “Senhor, então lava não somente os meus pés, mas também as mãos e a cabeça”. 10Jesus respondeu: “Quem já se banhou não precisa lavar senão os pés, porque já está todo limpo. Também vós estais limpos, mas não todos”. 11Jesus sabia quem o ia entregar; por isso disse: “Nem todos estais limpos”. 12Depois de ter lavado os pés dos discípulos, Jesus vestiu o manto e sentou-se de novo. E disse aos discípulos: “Compreendeis o que acabo de fazer? 13Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, pois eu o sou. 14Portanto, se eu, o Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros. 15Dei-vos o exemplo, para que façais a mesma coisa que eu fiz. — Palavra da Salvação. — Glória a vós, Senhor.

16/04/2014

FUTSAL CHAVE OURO: CM JOGA quinta com São Lucas em Pvai

Nesta quinta-feira, o Campo Mourão Futsal entra em quadra às 20h30 no ginásio Antonio Lacerda Braga, o ‘Lacerdinha’, em Paranavaí, para enfrentar o sempre difícil São Lucas. Será o quarto jogo do time mourãoense na Chave Ouro, acumulando um empate, uma derrota e uma vitória. Já a o São Lucas tem um jogo a mais, perdeu duas vezes, empatou um e ganhou um jogo. O encontro entre Campo Mourão e São Lucas reúne duas das mais antigas equipes filiadas à Federação Paranaense de Futsal.
O tricolor mourãoense terá como novidade a volta do fixo Giva, após cumprir suspensão contra o Maringá. Já o pivô Vinicius que voltou a sentir antiga lesão, é duvida. O goleiro Babalu ainda aguarda liberação da CBFS e não joga. O goleiro Jhonatan sofreu forte pancada no joelho no jogo diante do Maringá e segue em tratamento. Mas se não jogar, quem entra é o jovem goleiro Raul.  “Respeitamos o Paranavaí, que é um bom time, mas vamos para ganhar o jogo. O grupo tem a minha confiança", avalia 
Marcio Rinaldo, técnico do Campo Mourão.

LUIZ MASSARETTO, Cidadão honorário de Campo Mourão e um dos fundadores do Rotary Club Campo Mourão há 45 anos

Luiz Massaretto, um dos fundadores do Rotary Club de Campo Mourão, estava há 45 anos - dia 16 de abril de 1969, na primeira reunião preparatória para fundação do primeiro clube rotário na cidade.Na imagem, ele em 2013 quando do recebimento do título de Cidadão Honorário de Campo Mourão.

HÁ 45 ANOS ACONTECIA A 1ª Reunião preparatória do Rotary Club Campo Mourão

Foi em 16 de abril de 1969, há exatos 45 anos, no restaurante do Clube 10 de Ourubto, que aconteceu a primeira reunião preparatória para a fundação do Rotary Club Campo Mourão. Presentes rotarianos de Maringá que foram padrinhos do Clube e deste, estavam Jorge Garcia Arias, Nelson Jayme Galbieri, José Afonso André, Getúlio Ferrari, João Pacheco Gomes e Luiz Massaretto - na imagem acima, com o governador do Rotary 4630, Antonio Carlos Cardoso, por ocasião da entrega do título de Cidadão Honorário do Município de Campo Mourão em 14 de março de 2013.
A história do primeiro Rotary Club em Campo Mourão prossegue em 23 de abril de 1969 com a segunda reunião preparatória no antigo Restaurante Azul com 11 mourãoenses e dois companheiros de Maringá. 
Na noite de 30 de abril de 1969 foi eleita a primeira diretoria provisória que dirigiu o clube até junho de 1970, tendo como presidente Jorge Garcia Arias; vice-presidente, Getúlio Ferrari; secretário, José Afonso André; tesoureiro, Nelson Galbieri e diretores sem pasta: Dickson Veras, Alceu pacheco, Iracy Ferrari e João Pacheco Gomes. 
Como primeira deliberação naquela noite histórica ficou decidido que as reuniões seriam realizadas às quintas-feiras, às 20 horas, no restaurante Azul.
Em 08 de maio de 1969 aconteceu com 31 presentes a quarta reunião preparatória, em 17 de maio de 1969, o Rotary Club Campo Mourão foi admitido no Rotary Internacional e  a entrega da carta constitutiva é de 29 de junho de 1969.
NOTA DO BLOG: esta história voltará a ser tema neste blog nas próximas semanas.

AGRADECIMENTOS: Cidadão Honorário Otávio Vonsowski

Em nome do cidadão honorário de Araruna,  Otávio Vonsowski, usou da palavra seu genro Gilberto Guarido, que manifestou agradecimentos em nome do homenageado. "Louvamos a iniciativa desta Câmara de Vereadores por este evento e especialmente pela escolha da pessoa homenageada.Em um momento político tão conturbado como o atual, no Brasil e até mesmo em municípios vizinhos, presenciamos neste momento uma pausa nas atividades normais desta Casa, para um momento de reflexão, de valorização da honestidade, do trabalho e dos princípios éticos.
Hoje temos diante de nós uma pessoa que bem representa estas virtudes, ás quais todos devemos sempre buscar. Em cada ato, em cada palavra, em cada oportunidade de fazermos o bem a quem cruza nosso caminho. Assim é o Seu Otávio.
Tenho certeza de que ele não esperava, e jamais agiu de forma a que um dia alguém fosse prestar-lhe uma homenagem, pois a sua opção foi simplesmente trabalhar e viver segundo o seu coração, sua bondade, sua religiosidade e seus princípios.
Estas virtudes que ora destacamos são frutos de sua formação e educação, recebidas em sua infância e adolescência, pois muito jovem deixou a sua casa e seguiu sozinho o seu destino. Mas sabiamente seus pais, com esta educação, plantaram sementes em solo fértil e que resultaram em uma farta colheita. 
O Seu Otávio foi um visionário, e que com fé acreditou que havia algo além de sua cidade natal. Buscou seu sonho e as portas se abriram para sua conquista. O Seu Otávio sempre foi  antes de tudo um otimista, opção típica de um homem de fé.
Talvez em seu intimo ele poderia pensar que, não seria preciso esta homenagem.
Mas conhecendo um pouquinho de sua maneira de pensar, tenho certeza que facilmente ele afastaria este pensamento, ao  saber que este momento é de um simbolismo impar:
Pois neste momento, ele é o motivo e a oportunidade para que todos nesta sala reflitam sobre o exemplo de vida, de trabalho, de honestidade e sucesso conseguido com uma vida de retidão.
Precisamos de bons exemplos e conhecer o seu Otávio, e a história de suas conquistas, serve-nos de inspiração para acreditarmos que sim, é possível construir uma vida de sucesso com base no trabalho honesto, respeito ás leis e  aos valores cristãos.
Araruna ganhou hoje mais um cidadão e mais um cidadão de valor.
Que esta cidade tenha cada vez mais sucesso, e que esta Casa seja sempre lembrada pelos mesmos princípios que trouxeram o Sr Otávio até aqui.
Em nome do Sr Otávio e de todos os familiares aqui presentes.... Muito Obrigado", finalizou Gilberto Guarido.

ARARUNA: OTÁVIO Vonsowski é Cidadão Honorário

O mais novo Cidadão Honorário de Araruna, Otávio Vonsowski nasceu em Marechal Mallet, situada no Sul do Paraná em 1930. Aos 22 anos veio a Campo Mourão para trabalhar como frentista em um posto de gasolina. Em 1954, ao passar na região entre Peabiru e Araruna, reconheceu as possibilidades daquela terra e montou um comércio de secos e molhados. Com a prosperidade do negócio, anos mais tarde começou a investir na agricultura: primeiro com o café e depois a soja. Mais recentemente investindo também na criação de gado. É casado com Juraci Barco Vonsowski e o casal possui seis filhos: Marlene, Humberto, Luiz Carlos, Roseli, Maria Heloísa e Célia.  Com informações de Ana Carla, do jornal Tribuna do Interior.

OTÁVIO VONSOWSKI é Cidadão Honorário de Araruna

O  produtor e comerciante Otávio Vonsowski recebeu da Câmara Municipal de Araruna o título de cidadania honorária, proposto pelo vereador Wagner Malaco, em reconhecimento ao seu empreendedorismo e confiança demonstrada em Araruna. 
A relação de Vonsowski com o município começou em 1954, apenas dois anos depois dele ter chegado a Campo Mourão, na época com 24 anos.
Na mensagem de aprovação do título, votada em fevereiro, o autor da proposta destacou que Vonsowski chegou à região quando tudo era sertão. “Com muita garra, foi abrindo o clarão nas matas, construindo aqui sua casa, cultivando o solo, e, fixando sua residência no local conhecido por todos como Venda Branca.”  
O vereador ainda frisou que o pioneiro, que muito contribuiu para o desenvolvimento local, muitas vezes não é lembrado. “Nossa preocupação é homenagearmos em vida. Homenagem justa é aquela concedida em vida, para que possa o homenageado sentir a gratidão dos munícipes ararunenses com sua pessoa.”  Com informações de Ana Carla, do jornal Tribuna do Interior.