24/10/2014

CM SEDIA AMANHÃ Paranaense de Karatê

O Campeonato Paranaense de Karate na sua 4ª etapa será amanhã, 25, em Campo Mourão. Será o 42º Campeonato Paranaense de Karate-Do (Oficial) que acontecerá no ginásio Valternei de Oliveira no Lar Paraná, a partir das 8h30, sendo organizado pela Associação de Karatê Exata, presidida pelo professor Carlos Cesar de Souza (4º DAN), em parceria com o Município de Campo Mourão -  Fundação de Esportes (Fecam).
Campo Mourão receberá 200 atletas de diversas cidades paranaenses, nas categorias mirim, infantil, cadete, júnior, sub-21, sênior e veteranos, nas modalidades kata (luta imaginárias) e shiai-kumite (luta por pontos), nos naipes feminino e masculino. Serão 50 mourãoenses participantes em diversas categorias.

É AMANHÃ! CM Basquete x Maringá, no JK, pelas semifinais do Campeonato Paranaense 2014

O Campo Mourão Basquete entra em quadra amanhã no ginasinho JK às 17 horas para enfrentar Maringá e buscar vitória para decidir no domingo às 11 horas contra Cambé ou Ponta Grossa, o título do Campeonato Paranaense de Basquete em 2014. O time dirigido pelo técnico Emerson Luis de Souza está preparado e motivado para esses dois últimos desafios da temporada e conta com o apoio da torcida mourãoense.
Os vencedores decidem no domingo de eleição o título da temporada 2014.
Confira a programação dos jogos:  

25 de outubro - sábado - ginásio JK em Campo Mourão
17:00- Campo Mourão Basquete X ADRM/ Maringá
18:30- NBPG/ CCR RodoNorte X Renault Cambé/ Imobiliária Cambé

26 de outubro -domingo ginásio JK - Campo Mourão
09:00- Perdedor jogo 01 X Perdedor jogo 02
11:00- Vencedor jogo 01 X Vencedor jogo 02.

EVANGELHO DO DIA sexta-feira, 24 de outubro 2014

Lc 12,54-59 - — O Senhor esteja convosco. — Ele está no meio de nós. — Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas. — Glória a vós, Senhor. Naquele tempo, 54Jesus dizia às multidões: “Quando vedes uma nuvem vinda do ocidente, logo dizeis que vem chuva. E assim acontece. 55Quando sentis soprar o vento do sul, logo dizeis que vai fazer calor. E assim acontece. 56Hipócritas! Vós sabeis interpretar o aspecto da terra e do céu. Como é que não sabeis interpretar o tempo presente? 57Por que não julgais por vós mesmos o que é justo? 58Quando, pois, tu vais com o teu adversário apresentar-te diante do magistrado, procura resolver o caso com ele enquanto estais a caminho. Senão ele te levará ao juiz, o juiz te entregará ao guarda, e o guarda te jogará na cadeia. 59Eu te digo: daí tu não sairás enquanto não pagares o último centavo”.  — Palavra da Salvação. — Glória a vós, Senhor.

23/10/2014

PROFESSOR JADER: homenagem do Rotary CM

O Rotary Campo Mourão prestou
homenagem ao professor Mourãoense de coração Jader Libório de Ávila. Reconhecimento a um cidadão dedicado e idealista que fez da sua missão de mestre um sacerdócio. Viva. Parabéns professor Jader, celebridade deste Blog e do nosso programa Tocando de Primeira. Viva.

CM HANDEBOL nos Jep's Toledo em 1977


OS PILARES de sucesso da Chapecoense

Os quatro pilares do sucesso da Chapecoense no futebol da primeira divisão são na visão empreendora do seu presidente Sandro Luis Pallaoro o planejamento, comprometimento, responsabilidade e transparência. Pallaoro é orgulhoso de seu "Verdão do Oeste Catarinense" que preside desde 2010 e com os pés no chão vai fazendo história no futebol.  O presidente deu-me o prazer da sua visita na tarde desta quinta-feira e informou que esta semana entrou em funcionamento o novo centro de treinamento do clube. 
Sandro sempre simpático e otimista, diz que é possível fazer as coisas com seriedade e competência, e ter a confiança dos torcedores e comunidade de Chapecó e região.

GLOBO RURAL: HOMENAGEM A JOSÉ Hamilton Ribeiro

A revista Globo Rural, que realizou na noite desta terça-feira (21/10) em São Paulo, o 10º Prêmio Melhores do Agronegócio, prestou uma homenagem ao jornalista José Hamilton Ribeiro (79), autor da primeira reportagem de capa da revista, em outubro de 1985.
A matéria, realizada em parceria com o jornalista fotográfico Ernesto de Souza, contava a história de Davi, peão que foi um dos mais renomados selecionadores de raças zebuínas de Uberaba, Minas Gerais. "Foi uma viagem ao passado, à história do nelore. Certamente uma reportagem inesquecível", disse Ribeiro, emocionado ao relembrar os velhos tempos.
Bruno Blecher, diretor de redação da revista Globo Rural entregou a homenagem ao repórter, ressaltando a sua grandiosa contribuição ao jornalismo nacional. "José Hamilton Ribeiro é um ícone do jornalismo de agronegocios no Brasil e no mundo".
"A revista Globo Rural tem uma importância muito relevante e contribuiu imensamente para o desenvolvimento de muitas tecnologias e avanços neste setor", declarou Ribeiro, que ainda afirmou que não se cansa dessa vida ' na estrada'. "Quando você ama o que faz, não há barreiras".
Trajetória - José Hamilton nasceu em 1935, em Santa Rosa do Viterbo (SP). Em 1955, iniciou o curso de jornalismo na Faculdade Cásper Líbero, mas foi impedido de concluir o curso, após comandar uma greve na instituição. Começou a carreira no mesmo ano, na Rádio Bandeirantes. Trabalhava de madrugada, ao lado de ícones da música caipira, o que teria influenciado sua trajetória anos depois.
Em 1956, foi para a Folha de São Paulo, que deixava de ser Folha da Manhã. Cobriu a primeira missa realizada em Brasília, em 1957. Em 1962, na Editora Abril foi redator-chefe da revista Quatro Rodas e em 1966, ocupou a editoria da Revista Realidade, que privilegiava grandes reportagens.
Em março de 1968 foi enviado ao Vietnã como correspondente de guerra. Ele virou notícia ao perder a parte inferior da perna esquerda após a explosão de uma mina terrestre vietcong, em Quang Tri. Após se recuperar, Ribeiro continuou sua incursão pela imprensa. Ganhou muitos prêmios, inclusive com reportagens feitas sob censura. Na década de 1970, passou alguns anos no interior paulista, mas retornou à capital em 1978, quando foi para a televisão.
Na TV Tupi, foi diretor do programa Pinga-Fogo e dirigia o Jornal Hoje, de Campinas. Foi para frente das câmeras em 1981 no Globo Repórter e logo em seguida, para o Globo Rural, onde é repórter especial até hoje. Em 1985, junto com Humberto Pereira, diretor do Programa Globo Rural, fundou a revista Globo Rural, em que escreveu grandes reportagens.
José Hamilton Ribeiro escreveu oito livros e já ganhou cinco Prêmios Esso em sua carreira, além de outros prêmios nacionais e internacionais. Do site Globo Rural.

OS 10 ANOS DAS "Melhores do Agronegócio da Globo Rural"

Foi um evento de sucesso e marco a noite de entrega de premiação e reconhecimento em São Paulo em 21 de outubro aos Melhores do Agronegócio do Brasil, promovido pela revista Globo Rural. Tive a oportunidade de encontrar com os amigos Roberto Rodrigues, cooperativista e ex-ministro de Agricultura, e o jornalista Bruno Blecher, diretor de redação da revista Globo Rural. Bruno estava feliz e emocionado em ver, rever e celebrar a vitória e conquistas de um setor tão importante para o Brasil como é o Agronegócio. Parabéns aos organizadores, vitorioso da noite.

HISTÓRIA: Lançada a Noite de Gala do Handebol de CM

Noite de 2 de maio em 2015. Esta será a data para celebração oficial no Clube 10 de Outubro da Noite de Gala do Handebol de Campo Mourão, que completará 40 anos da sua instalação na cidade em 2015. Encontro com a imprensa na manhã de ontem na Super Fiorella lançou o evento que tem página no facebook "Noite de Gala do Handebol de Campo Mourão: 40 anos"e começa a agitar a galera de ontem e de hoje para perpetuar e registrar essa bonita história de um esporte vitorioso em Campo Mourão. No encontro, muitas conversas e histórias que não cabem aqui pelo espaço, mas sim em um livro ou filme. Viva o handebol mourãoense. A frente da Noite de Gala estão Idevalci Maia, Marcelo Lima, Jair Grasso, Gilmar Fuzeto, Luizinho Lima, Gerson Maciel e este blogueiro, com apoio da imprensa e desportistas mourãoenses.

HISTÓRIA: HANDEBOL CAMPO MOURÃO 40 anos em 2015

Em 2015 o handebol mourãoense completará 40 anos da sua chegada ao esporte de Campo Mourão. Viva! Na imagem postada pelo atleta e dirigente Nelsinho Rodrigues, um time forte com ele, Jair Grasso, Idevaldi Maia e tantos outros que fizeram a história do nosso handebol na década de 70.