18/09/2014

VALDÍVIA, gênio ou infantil? Amor ou ódio?

Que Valdívia é um craque e pode em um momento de lucidez fazer coisas maravilhosas e decidir um jogo nós já sabemos, mas que ele tem ´pavio curto´e pode desequilibrar seu time e um jogo pelo seu comportamento anormal, também. Um camisa 10 que ontem foi vítima do amor e mais do ódio pelo torcedor palmeirense na sua volta após de seis rodadas de fora por causa de lesão. Ele voltou ao Palmeiras nesta quarta-feira contra o Flamengo, mudou o jogo em apenas 36 minutos em campo, mas fez besteira e acabou expulso. De novo Valdívia? Que isso menino? Justamente quando o verdão mais precisava de você, em meio a um time medíocre e sem talento? Que é isso rapaz? O verdão estava melhor no jogo, e após a saída de Valdívia se perdeu, como todo time pequeno e quase perde para o Flamengo. Ah, torcida rubro-negra, cuidado! Esse time do Flamengo pelo que jogou ontem também é sofrível e pode correr sérios riscos. Tem sorte porque existem times muitos piores que o maior do Brasil.

EVANGELHO DO DIA quinta-feira, 18 de setembro 2014

Lc 7,36-50 - O Senhor esteja convosco.  Ele está no meio de nós.  Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.  Glória a vós, Senhor. Naquele tempo, 36um fariseu convidou Jesus para uma refeição em sua casa. Jesus entrou na casa do fariseu e pôs-se à mesa. 37Certa mulher, conhecida na cidade como pecadora, soube que Jesus estava à mesa, na casa do fariseu. Ela trouxe um frasco de alabastro com perfume, 38e, ficando por detrás, chorava aos pés de Jesus; com as lágrimas começou a banhar-lhe os pés, enxugava-os com os cabelos, cobria-os de beijos e os ungia com o perfume. 39Vendo isso, o fariseu que o havia convidado ficou pensando: “Se este homem fosse um profeta, saberia que 40tipo de mulher está tocando nele, pois é uma pecadora”. Jesus disse então ao fariseu: “Simão, tenho uma coisa para te dizer”. Simão respondeu: “Fala, mestre”! 41“Certo credor tinha dois devedores; um lhe devia quinhentas moedas de prata, o outro cinquenta. 42Como não tivessem com que pagar, o homem perdoou os dois. Qual deles o amará mais?” 43Simão respondeu: “Acho que é aquele ao qual perdoou mais”. Jesus lhe disse: “Tu julgaste corretamente”. 44Então Jesus virou-se para a mulher e disse a Simão: “Estás vendo esta mulher? Quando entrei em tua casa, tu não me ofereceste água para lavar os pés; ela, porém, banhou meus pés com lágrimas e enxugou-os com os cabelos. 45Tu não me deste o beijo de saudação; ela, porém, desde que entrei, não parou de beijar meus pés. 46Tu não derramaste óleo na minha cabeça; ela, porém, ungiu meus pés com perfume. 47Por esta razão, eu te declaro: os muitos pecados que ela cometeu estão perdoados porque ela mostrou muito amor. Aquele a quem se perdoa pouco mostra pouco amor”. 48E Jesus disse à mulher: “Teus pecados estão perdoados”. 49Então, os convidados começaram a pensar: “Quem é este que até perdoa pecados?” 50Mas Jesus disse à mulher: “Tua fé te salvou. Vai em paz”. — Palavra da Salvação. — Glória a vós, Senhor.

17/09/2014

DESCANSE EM PAZ WALDECY Luiz Alves

Levei um susto e fiquei muito triste neste dia 17 de setembro ao saber do falecimento do carteiro Waldecy Luis Alves, em Campo Mourão. Prestei uma homenagem a ele duas vezes - em 2013, dia 25 de janeiro no Dia do Carteiro e em janeiro de 2011 quando ele foi Celebridade na ENTREVISTA DE DOMINGO no meu BLOG. Condolências a família e aos amigos. Descanse em Paz Waldecy. De bem com a vida, simpático, atencioso, extrovertido e boa gente, Valdecy Luiz Alves, em 2014 completou 28 anos de trabalho na agência do Correios em Campo Mourão. 
Valdecy trabalhou na lavoura e antes de ser admitido no Correios também foi Fiscal de Cana na década de 80. "Sou feliz e apaixonado com o que faço, todo dia é diferente na vida do carteiro, temos que ter muita alegria e jogo de cintura porque nem todo dia o cliente está de bom humor", diz Valdecy, Celebridade do BLOG DO ILIVALDO DUARTE.
Confira a ENTREVISTA DE DOMINGO: 
copie no navegador
http://ilivaldoduarte.blogspot.com.br/2011/01/entrevista-de-domingo-valdecy-luiz.html

PADRE ALBERTO Gambarini: 10 conselhos bíblicos para os maridos

10 CONSELHOS BÍBLICOS PARA OS MARIDOS 1º “Maridos, amai as vossas mulheres, como Cristo amou a Igreja e se entregou por ela” (Ef 5,25) - O amor do marido cristão pela esposa deve ser semelhante ao amor de Cristo pela Igreja. Ele deu a Sua vida pela Igreja, assim quando o marido ama a esposa, também esta oferecendo sua vida a Deus.
2º “Assim os maridos devem amar as suas mulheres, como a seu próprio corpo. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo.” (Ef 5,28) O marido cristão cuida das necessidades e bem estar da esposa. Sente sua dor e enfermidade, e se alegra com a sua saúde como se fosse a sua própria vida. O mesmo cuidado vale para as necessidades espirituais, emocionais ou econômicas da esposa. Somente deste modo dará o testemunho de amá-la, como ama a si mesmo.
3º “ó maridos, comportai-vos sabiamente no vosso convívio com as vossas mulheres, pois são de um sexo mais fraco.” (1Pdr 3,7ª) A grandeza espiritual do marido cristão é demonstrada pela sua capacidade de ser gentil, carinhoso e capaz compartilhar todas as responsabilidades do lar.
4º “Maridos, amai as vossas mulheres e não as trateis com aspereza.”(Col 3,19) O marido cristão esta atento para que as suas palavras não magoem sua esposa. E quando isso acontece é capaz de reconhecer o erro por meio de um pedido de desculpas. Isso faz a esposa sentir que é amada e respeitada, e o marido a reconhece como um presente precioso recebido de Deus. .
5º “Vós todos considerai o matrimônio com respeito e conservai o leito conjugal imaculado, porque Deus julgará os impuros e os adúlteros.” (Hbr 13,4) “O matrimônio cristão é uma aliança de amor para toda a vida entre um homem e uma mulher que implica sacrifícios reais para afastar-se das noções ilusórias da liberdade sexual e fomentar a fidelidade conjugal” (Papa Francisco). A fidelidade à esposa é sinal visível do amor de Deus presente na vida do marido cristão. O amor  de Deus é sempre fiel, jamais volta atrás, mesmo quando nós lhe voltamos as costas.
6º “Por que hás de te enamorar de uma alheia e abraçar o seio de uma estranha?”(Prov 5,20) Um cristão se casa, porque ama com o amor de Deus, assume diante do altar o compromisso de dar-se totalmente à pessoa amada, exclusivamente, definitivamente. O amor cristão é humano, mas também divino. O marido cristão enfrenta todas as tentações normais de todos os homens, mas pede a Deus a graça de amar e ser fiel a sua esposa.
7º “Seus filhos se levantam para proclamá-la bem-aventurada e seu marido para elogiá-la.”(Prov 31,28-29) A mulher traz dentro de si a força da sensibilidade. Deste modo, tem necessidade de se sentir amada e valorizada pelo marido. Uma das maneiras excelentes é cultivar o hábito de elogiar a esposa. E isso se faz com palavras, gestos de carinho.
8º “Aquele que acha uma mulher, acha a felicidade: é um dom recebido do Senhor.”(Prov 18,22) O marido cristão deve pensar como seria só sem sua esposa. Adão estava só, e isso não era bom para ele, assim Deus lhe deu uma esposa. Deus formou o homem e a mulher, quis que se unissem para serem companheiros por toda a vida. E a finalidade desta união é a felicidade.
9º “Por isso, o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher; e os dois formarão uma só carne”(Mt 19,5) O marido cristão desfruta a vida com sua esposa. Quando chega do trabalho demonstra carinho. Pensa nela durante o dia. Aprende a realizar planos em conjunto. Tem tempo para conversar e compartilhar acontecimentos do dia a dia. Mostra interesse verdadeiro, escutando atentamente, para assim formarem uma só carne.
10º “Tratai-as com todo respeito para que nada se oponha às vossas orações.”(1Pdr 3,7b) No sacramento do matrimônio, o casal recebeu a mesma graça. O marido cristão cultiva a presença de Deus com a esposa, orando com ela e por ela, participando juntos da missa, rezando o terço… A oração do casal é um importante meio para crescer no amor que tem a sua origem em Deus.
Oração pela família
Senhor, nós vos louvamos pela nossa família e agradecemos a vossa presença em nosso lar. Iluminai-nos para que sejamos capazes de assumir nosso compromisso de fé na Igreja e de participar da vida de nossa comunidade. Ensinai-nos a viver a vossa palavra e o Vosso mandamento de Amor, a exemplo da Sagrada Família de Nazaré.. Concedei-nos a capacidade de compreendermos nossas diferenças de idade, de sexo, de caráter, para nos ajudarmos mutuamente, perdoarmos nossos erros e vivermos em harmonia. Dai-nos, Senhor, saúde, trabalho e um lar onde possamos viver felizes. Ensinai-nos a partilhar o que temos com os mais necessitados e empobrecidos, e dai-nos a graça de aceitar com fé e serenidade a doença e a morte quando se aproximem de nossa família. Ajudai-nos a respeitar e incentivar a vocação de nossos filhos quando quiserdes chamar a Vosso serviço. Que em nossa família reine a confiança, a fidelidade, o respeito mútuo, para que o amor se fortifique e nos una cada vez mais. Permanecei em nossa família, Senhor, e abençoai nosso lar hoje e sempre. Amém!

AMIGO se pede, compra, vende ou sente?


A CARIDADE NOS AJUDA A vencer a inveja e o orgulho

A caridade é a única coisa que vai nos restar no fim de tudo; no entardecer da vida, no momento único do nosso encontro eterno com Deus, só a caridade vai nos salvar! A caridade como dom e amor supremo, que vem do coração de Deus, nos ajuda a sermos pacientes, nos ajuda a suportarmos as dificuldades e as tribulações. A caridade nos ajuda a sermos benignos uns com os outros e a vencermos a inveja, a vaidade e não sermos tomados pelo veneno do orgulho. Sim, o amor caridade não é inconveniente, não é interesseiro, não é movido pela cólera, pelo rancor, pela raiva e não guarda ressentimento. A caridade tudo perdoa, tudo apaga, tudo renova (cf. I Cor 13, 4-7). A caridade nos cura, nos liberta, nos dá uma nova visão, um novo olhar, um novo coração. Padre Roger Araújo, site Canção Nova.

EVANGELHO DO DIA quarta-feira, 17 de setembro 2014

Lc 7,31-35 -  O Senhor esteja convosco.  Ele está no meio de nós.  Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.  Glória a vós, Senhor. Naquele tempo, disse Jesus: 31“Com quem hei de comparar os homens desta geração? Com quem eles se parecem? 32São como crianças que se sentam nas praças, e se dirigem aos colegas, dizendo: ‘Tocamos flauta para vós e não dançastes; fizemos lamentações e não chorastes!’ 33Pois veio João Batista, que não comia pão nem bebia vinho, e vós dissestes: ‘Ele está com um demônio!’ 34Veio o Filho do Homem, que come e bebe, e vós dizeis: ‘Ele é um comilão e beberrão, amigo dos publicanos e dos pecadores!’ 35Mas a sabedoria foi justificada por todos os seus filhos”.   — Palavra da Salvação. — Glória a vós, Senhor.

16/09/2014

SÉRGIO UEDA homenageado pela Federação de Tênis de Mesa do Paraná

 A Celebridade Sérgio Massaji Ueda, mourãoense de coração e londrinense de nascimento foi homenageado sábado (13) na Sonibram pela Federação Paranaense de Tênis de Mesa do Paraná, nas finais do Campeonato Paranaense 2014. A homenagem  foi entregue por Emerson Jeronimo e Edson Marroque, diretores da FTMP motivada pela  dedicação que Ueda tem pela modalidade em todos estes anos. Emocionado, Ueda relembrou diversas conquistas que obteve e o grande número de atletas que revelou para a modalidade. “No naipe feminino, obtivemos sete títulos de campeão geral para Campo Mourão (2000, 2001, 2002, 2003, 2004, 2005 e 2006), graças ao bom trabalho também de nossos atletas, como a Tatiana Seki e a Mieko Nakasato, que, assim como muitos outros aqui desta cidade e em todo o estado, escreveram seus nomes na história da modalidade”, disse o técnico e dirigente.

MARINGÁ VENCE PARANAENSE de tênis de mesa 2014

A Associação Cultural e Esportiva de Maringá (ACEMA) – Maringá AMTM/ACEMA foi campeã paranaense de 2014 da temporada de Tênis de Mesa (Ranking Estadual), disputada na  sétima e última etapa no ginásio da Sociedade Nipo-Brasileira de Campo Mourão (Sonibram). Marcaram 1510 pontos contra 1450 do Nikkei (Curitiba) e 1457 da SAMA (Assaí). A competição foi promovida pela Federação de Tênis de Mesa do Paraná (FTMP) com apoio da Sonibram e Fecam reunindo atletas de 20 municípios.

CAMPEÕES NO FEMININO E MASCULINO

FEMININO

Pré-Pré Mirim - 1ª Bianca Caramelo Rinaldo Rosin (Nipo Campo Mourão)
Pré Mirim - 1ª Ana Caroline Bonsere (Yara Toledo)
Mirim - 1ª Jully Yuki Nagao (Maringá AMTM/Acema)
Infantil 1º Leticia Dalla Vechia (ABTM Francisco Beltrão)
Juvenil 1ª Hanna Yumi Ueda (Atemel/ACEL Londrina)
Juventude 1ª Paula Yuli Prestes Lugues (São José dos Pinhais)
Adulto 1ª Luciana Midori Morimoto (Nipo Campo Mourão)
Lady V3 1ª Glaucia Midori Sakakima (Nipo Campo Mourão)
Veterano V5 Feminino 1ª Hilda Yaeko Endo (Nipo Campo Mourão)
Veterano V6 Feminino 1ª Yooko Konno (SAMA Assaí)
Veterano V7 Feminino 1ª Yoshiko Marumo (SAMA Assaí)

MASCULINO
Pré-Pré Mirim 1º Luiz Felipe Tanno (SAMA Assaí)
Pré-Mirim1º Joon Shim (Sociedade Thalia – Curitiba)
Mirim 1º Gabriel Gunji (SAMA Assaí)
Infantil 1º Gustavo Nakamura Miura (Maringá AMTM/Acema)
Juvenil 1º Nestor Luiz Chaves Filho (Asservel Cascavel)
Juventude 1º Guilherme Gondo (Nikkei Curitiba)
Adulto 1º Eduardo da Silva (Asservel Cascavel)
Sênior V3 1º Fernando Koiti Fukushima (ACENG Goioerê)
Veterano V4 1º Carlos Fujihara (SAMA Assaí)
Veterano V5 1º Cezar Narciso Schascht (Yara Toledo)
Veterano V6 1º Milton Ribas (Nikkei Curitiba)
Veterano V7 1º Eiji Arashiro (Nikkei Curitiba)

GERAL – POR EQUIPES
1º Maringá AMTM/Acema
2º Nikkei Curitiba
3º SAMA Assaí

COLUNA DO PROFESSOR MACIEL: Paraná, por um Senado sanado

“Pelo entusiasmo medimos a idade do homem: velho é aquele que não vibra  com nada e acha tudo difícil e  irrealizável.” (anônimo)
            Quais são as principais funções do Senado? O que faz – ou deveria fazer – um senador?  Quem são – e como são – os senadores do Paraná?
            A Gazeta do Povo do dia oito passado noticiou o fato do eleitor paranaense dar pouca importância a política em geral, o desinteresse apenas diminui na época eleitoral e destaca,  a escolha para o Senado é a que menos interessa e aponta o desconhecimento sobre o papel do  senador. Segundo o texto – Senado é o céu – no caso do Paraná os senadores desejam avidamente o governo do Estado: “quase toda a disputa pelo Palácio Iguaçu tem um candidato que está no meio do mandato de senador. Roberto Requião (PMDB), usou a estratégia duas vezes, em 1998 e 2014, José Richa (PSDB), em 1990, Ávaro Dias (PSDB), em 2002, Flávio Arns (então PT) e Osmar Dias (PDT), em 2006, e Gleisi Hoffmann (PT), em 2014. Sem contar a atual disputa, todas as tentativas têm algo em comum – nenhum ganhou nessas circunstâncias”, conclui a matéria.
            Há muitas eleições que esbarro em obstáculos para escolher em quem votar para o Senado, mas não deixarei de votar, e por considerar omisso o voto nulo ou em branco.   
            Senadores paranaenses se comportam na tentativa de inviabilizar quem estiver no Palácio Iguaçu, consequentemente a almejar dividendos eleitorais. Não carece tecer maiores comentários, Roberto Requião e Gleisi têm pela frente mais quatro anos, mas querem mesmo governar o Paraná, respectivamente pela quarta e segunda vezes.
            O ruim em pelo menos trinta anos da política paranaense é essa constatação, além de deixarem a desejar no Senado e por querer retornar a qualquer custo como governador,  procuram impedir o sucesso de quem estiver no cargo. Requião e Gleisi desoram o  mandato de senador, sequer apresentam justificativa decente para esta disputa. Se não chegarem ao governo do Paraná (lógico, pelo menos um deles não irá!), “tudo bem”, passarão mais quatro anos procurando impedir que o governo paranaense promova o bem comum para toda a população. Entre tantos exemplos, os senadores candidatos prometem melhorar a saúde e a educação etc. O que eles fizeram nesses quatro anos? Por exemplo, o Paraná passou a ter uma universidade federal? Um grande hospital público? Mesmo que sejam legisladores, poderiam atuar na elaboração de emendas para que tais obras fossem viabilizadas orçamentariamente. Nas atribuições exclusivas do senador está a verificação dos limites dos estados e municípios quanto a empréstimos (outras são, a escolha de ministros para o STF e STJ; julgar o presidente).
            Compartilho com o leitor meu desânimo na escolha para o Senado. Tem-se o Álvaro que tentou e tentou voltar ao Palácio Iguaçu (também o irmão dele Osmar) e que agora tem uma eleição considerada tranquila, pelo que apontam pesquisas. Álvaro ainda sonha em governar o Paraná, sem sucesso todas as vezes, mas continuará a sonhar e a tentar, pois, se eleito agora, deverá fazer o que Requião e Gleisi tentam hoje. Apesar de não ter ainda a decisão em quem votar, coloco Álvaro, Osmar, Requião e Gleisi entre os que não servem mais ao Senado.                     
Fases de Fazer Frases
            Se não quisermos respostas, basta não perguntar? 
Olhos, Vistos do Cotidiano
            “O condutor do veículo fugiu sem prestar socorro à vítima”, diz reportagem deste Jornal,  última sexta, sobre o acidente na Avenida Ney Braga em Campo Mourão. O jovem ciclista (iniciais L. F, 18 anos) foi atingido por um veículo, o motorista fugiu. 
            O número de acidentes de trânsito de há muito tem níveis preocupantes e, para tornar mais aguda a situação, são muitos os que fogem sem prestar socorro, aumentando o risco à vida das vítimas. Lamentável é ter a sensação – para não  dizer certeza – que os covardes ficarão impunes.  
Reminiscências em Preto e Branco (I)
            Aproveitando o tema principal da Coluna, vale citar a origem da palavra senador: do latim senex, que significa “velho”, “idoso”, aplicado no sentido de honradez e amor a causa pública.
Reminiscências em Preto e Branco (II)
            Ainda sobre senadores paranaenses, entre os mais apagados que por lá passaram, Flávio Arns (PSDB) foi destaque negativo. Mas teve sorte política ao ser o vice do Beto Richa.  O Flávio continua “mosca morta”, foi secretário da educação sem um projeto arrojado, e tão inócuo nem serve para continuar vice.
Reminiscências em Preto e Branco (III)  

            Vaga lembrança é a recordação que não encontrou vaga nas nossas reminiscências.                 José Eugênio Maciel, professor, advogado, sociólogo, membro da Academia Mourãoense de Letras e do Centro de Letras do Paraná.